segunda-feira, 16 de junho de 2008

Somos quem podemos ser, sonhos que podemos ter!

SOMOS QUEM PODEMOS SER
Engenheiros do Hawaii
Composição: Humberto Gessinger

Um dia me disseram
Que as nuvens
Não eram de algodão
Um dia me disseram
Que os ventos às vezes erram a direção
E tudo ficou tão claro
Um intervalo na escuridão
Uma estrela de brilho raro
Um disparo para um coração...

A vida imita o vídeo
Garotos inventam um novo inglês
Vivendo num país sedento
Um momento de embriaguez...

Somos quem podemos ser...
Sonhos que podemos ter...


Um dia me disseram
Quem eram os donos da situação
Sem querer eles me deram
As chaves que abrem essa prisão
E tudo ficou tão claro
O que era raro, ficou comum
Como um dia depois do outro
Como um dia, um dia comum...

A vida imita o vídeo
Garotos inventam um novo inglês
Vivendo num país sedento
Um momento de embriaguez...

Somos quem podemos ser...
Sonhos que podemos ter...

Um dia me disseram
Que as nuvens não eram de algodão
Sem querer eles me deram
As chaves que abrem essa prisão

Quem ocupa o trono
Tem culpa
Quem oculta o crime
Também
Quem duvida da vida
Tem culpa
Quem evita a dúvida
Também tem...

Somos quem podemos ser...
Sonhos que podemos ter...


Comentário meu: a música em si parece comentar de um pré-adolescente e/ou de pessoas que agora é que estão descobrindo como é o mundo real, o mundo escondido sob as cortinas de um conto de fadas. Mas a questão é: até quando é bom esconder a realidade de uma pessoa? Será que assim se prepara uma criança para o mundo se escondemos os fatos? Se escondemos uma informação importante de ou para uma pessoa... Ou será que se esconder dessa realidade que nos assusta e nos recua todos os dias é o melhor remédio?

Outra interpretação que tenho da música é a vontade e a firmeza de crescer. Devemos ter orgulho de quem somos e batalhar por todos os nossos sonhos. A capacidade de sonhar jamais deve ser tirada de um ser humano, seja ele quem for.

Um comentário:

Caroline disse...

gosto muito dessa música!
bju