sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Princípios são pra quem tem vergonha na cara!!!


Pois é, mãe, pai, família, enfim, educadores... Nasci nessa família cheia de princípios e regras e todos vocês tentaram me dar a melhor educação, o melhor conforto e muito amor. Eu ficava me sentindo um rei, um príncipe, pois achava que o mundo girava ao meu redor devido a tantos mimos. Nossa, como era bom! Além desse ninho, também fui educado a me portar perante as pessoas e dizer palavras simples como “obrigado” e “por favor”. Falaram-me também que eu deveria respeitar os mais velhos e seguir princípios cristãos, que diziam que eu deveria ajudar ao próximo sem esperar nada em troca.

Mais aí veio o choque! Veio o contraste! Quando comecei a bater asas e entender o mundo, vi que muitas coisas eram bem diferentes! Mãe, pai, vocês me falaram para eu dizer “obrigado” e “por favor”, mas os meus coleguinhas de escola me acham careta por ser assim e esbarram em mim sem pedir licença ou desculpas. Virei o careta! Eles debocham de mim e me acham ridículo!

Eu tentei ajudar ao próximo, mas o que aconteceu foi que me passaram a perna e me caçoaram! Quis arriscar também falar de um modo educado, utilizando palavras bonitas, mas fui tachado de certinho e de nerd! Espera aí... alguma coisa está errada!

Eu tinha aprendido tantas coisas na minha educação familiar, mas quando bati asas para conhecer o mundo, vi que tudo era diferente! Cadê os princípios que vocês me ensinaram? Onde eu os aplico? É muita contradição na cabeça!

Lembro-me bem até hoje quando vocês me disseram para ser uma pessoa honesta e nunca trair os outros, pois só assim eu serei alguém bem sucedido e um homem de bem. Mas é outro engano, mamãe...

Acompanhando a mídia outro dia na internet e na TV, vi que o ex da Susana Vieira a traiu com uma outra mulher – que disse que iria denunciá-lo, pois ele a tinha agredido, mas no dia seguinte foram vistos juntos novamente – e agora aparece com uma carinha de inocente na TV. Ah, pessoas como ele fazem a população calar a boca, pois ninguém reclama, ri do fato e no fundo acham até certo... Ele virou um herói e um exemplo a ser seguido no mundo moderno.

A mulher apanhou e ainda quer ficar com o agressor. Agora eu entendi o “tapinha não dói”. O cara é um traidor e vira exemplo nacional. E assim são treinados os futuros cafajestes e agressores, além também de incentivar aos covardes sair estupidamente de um relacionamento que antes eles mesmos plantaram uma semente de amor.

Que choque de valores, hein?
Mamãe, você mentiu ao me ensinar seus princípios?



*FOTO EXTRAÍDA DA INTERNET NO SITE:
http://www.abril.com.br/noticias/diversao/amamos-vamos-ficar-juntos-diz-ex-susana-vieira-pivo-separacao-403625.shtml

** A INTENÇÃO ERA FAZER AS PESSOAS SENTIREM VERGONHA NA CARA, MAS É PERDA DE TEMPO PARA QUEM NÃO CONHECE O QUE É VERGONHA.

***Sim, sou um ser humano cheio de defeitos também. Sonho ainda com destaques de bons exemplos da TV e não horas de um programa para mostrar o mau exemplo.

3 comentários:

Fergos disse...

Alguma coisa está errada, sim, está. Devemos conhecer o bem e conhecer o mal, mas só praticar um deles. A humanidade caminha rumo à destruição, mas isso apenas porque a grande maioria das pessoas cresce como aqueles que 'esbarram e nunca se desculpam'. Seus pais ensinaram corretamente, agora você deve fazer a sua parte para mudar o mundo que conheceu, e não se entregar a ele.

Anjo do Destino disse...

Eita!!!rs

Karla disse...

Eu passei pelo mesmo choque que você. E tentei ser aceita no mundo e me modifiquei. Passei da pessoa mais certinha a pessoa mais difícil possível. E advinha só? Eu me dei mal, cara... Eu quebrei a cara, e sabe porque? Eu não ouvi meus pais, eu ouvi meus "amigos" e quando eu tava na fossa, esses caras não estavam nem aí pra mim. Então, eu voltei atrás, voltei a ser a mesma que eu era. E hoje, eu entendo... Que importa se não me aceitarem. Eu me amo e consigo viver comigo mesma, não preciso deles. Ter amigos é bom, mas não é essencial, principalmente os falsos. Agora, ter a mim mesma é essencial, então eu não posso enlouquecer, não posso agir mal... Eu prefiro ser careta.