terça-feira, 29 de julho de 2008

Um desabafo



Há aqueles dias em que você acorda estranho. O mundo está normal e as pessoas estão normais, mas você não está. Não é que você esteja doente, mas sim que você parece não pertencer a este mundo. Aliás, você parece não pertencer a mundo nenhum. Parece que nada te agrada, mas que também nada não te desagrada. É como se algo tivesse faltando na sua vida, uma lembrança meio que perdida, algo no passado que tinha que ser resgatado, uma energia saudosista que parece te rondar o tempo inteiro.

Esse mesmo dia que comecei a comentar aqui, também é cercado pelos "efeitos manadas"... aqueles mesmos dias que se começa dando errado e dá errado o dia inteiro. Hoje foi o dia do sentimento indescritível ser um efeito manada, pois eu já estava com essa energia me rondando e aconteceram outros fatos que só repetiram ou acrescentaram algo a essa energia.

Hoje eu estava escutando a música "Gostava tanto de você" do Tim Maia e me lembrei de amores passados. Não lembrei tanto das pessoas que amei, mas sim mais do sentimento de amor que eu tive. Era um sentimento bem mais puro, ingênuo e imaturo. Será uma primeira impressão minha de que estou ficando velho aos poucos e lembrando saudosamente do passado? Será que estou sentindo pena de mim pelo amor sofrido? Será que ainda guardo um carinho pelas pessoas que amei? Cogitei outra possibilidade (a mais provável e a que tenha gerado, confundido ou mesclado com as outras) de pessoas que me amaram e eu não pude corresponder da mesma forma... Ou será que hoje foi um dia que resolvi acordar diferente?

Às vezes tenho a impressão de estar esperando passivamente a sorte sorrir...


GOSTAVA TANTO DE VOCÊ
Tim Maia
Composição: Édson Trindade

Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar...

Você marcou na minha vida
Viveu, morreu
Na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate...

E eu!
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você...

Eu corro, fujo desta sombra
Em sonho vejo este passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o seu retrato
Não quero ver prá não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você...

E eu!
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você...
Eu gostava tanto de você!

Um comentário:

Fernando disse...

"Há aqueles dias em que você acorda diferente. O mundo está a mesma merda que sempre é, as pessoas a mesma merda que sempre são. Não é que você tenha mudado, mas é como se sua visão enxergasse mais profundamente e trespassasse quaisquer significados, destrinchasse os sentidos, as pessoas, a vida; vendo tudo sem sentido, sobrando só uma longa sensação de não pertencer a este mundo... de bosta!"