quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Metal Contra as Nuvens



METAL CONTRA AS NUVENS
Legião Urbana
Composição: Dado Villa-Lobos/ Renato Russo/ Marcelo Bonfá

I

Não sou escravo de ninguém
Ninguém, senhor do meu domínio
Sei o que devo defender
E, por valor eu tenho
E temo o que agora se desfaz.

Viajamos sete léguas
Por entre abismos e florestas
Por Deus nunca me vi tão só
É a própria fé o que destrói
Estes são dias desleais.

Eu sou metal, raio, relâmpago e trovão
Eu sou metal, eu sou o ouro em seu brasão
Eu sou metal, me sabe o sopro do dragão.

Reconheço meu pesar
Quando tudo é traição,
O que venho encontrar
É a virtude em outras mãos.

Minha terra é a terra que é minha
E sempre será
Minha terra tem a lua, tem estrelas
E sempre terá.

II

Quase acreditei na sua promessa
E o que vejo é fome e destruição
Perdi a minha sela e a minha espada
Perdi o meu castelo e minha princesa.

Quase acreditei, quase acreditei

E, por honra, se existir verdade
Existem os tolos e existe o ladrão
E há quem se alimente do que é roubo
Mas vou guardar o meu tesouro
Caso você esteja mentindo.

Olha o sopro do dragão...

III

É a verdade o que assombra
O descaso que condena,
A estupidez, o que destrói

Eu vejo tudo que se foi
E o que não existe mais
Tenho os sentidos já dormentes,
O corpo quer, a alma entende.

Esta é a terra-de-ninguém
Sei que devo resistir
Eu quero a espada em minhas mãos.

Eu sou metal, raio, relâmpago e trovão
Eu sou metal, eu sou o ouro em seu brasão
Eu sou metal, me sabe o sopro do dragão.

Não me entrego sem lutar
Tenho, ainda, coração
Não aprendi a me render
Que caia o inimigo então.

IV

- Tudo passa, tudo passará...

E nossa estória não estará pelo avesso
Assim, sem final feliz.
Teremos coisas bonitas pra contar.

E até lá, vamos viver
Temos muito ainda por fazer
Não olhe pra trás
Apenas começamos.
O mundo começa agora
Apenas começamos.


Comentário e história: banda surgida em Brasília na década de 80, a Legião Urbana fez sucesso e marcou uma geração com suas letras que falam de amor e o que os jovens daquela época gostariam de expressar. Comenta-se que a "tchurma" que morava em Brasília estava entediada por habitar em um lugar ainda sem construção e sem novidades pra jovens. Então eles mesmos inventavam suas festas e tocavam em lugares como a Colina na UnB e na Adega, na 102 sul. Surgiam então as maiores bandas de rock do Brasil como Plebe Rude, Paralamas do Sucesso, Capital Inicial, etc. A primeira banda de Renato foi o Aborto Elétrico (nome recebido por causa de militares que invadiram a UnB e davam choque em grávidas) formada junto com integrantes da futura banda Capital Inicial. Devido a desentendimentos o Aborto Elétrico acabou e deu origem à Legião Urbana e ao Capital Inicial. Junto com Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, Renato Russo criou um mito, uma religião urbana. Suas músicas são tocadas até hoje e fazem muito sucesso em rodas de amigos. À medida que os álbuns iam surgindo, mais depressivas pareciam as músicas. Infelizmente, Renato Russo morreu em 1996, mas sua história, sua lenda ainda continuam vivas nas mentes das velhas e novas gerações.

2 comentários:

Desabafos alcóolicos disse...

Muitos analistas litarários atribuem à canção "metal contra as nuvens" o caráter da desilusão amorosa. Porém, de romântica esta composição não tem nada! A canção foi composta em dezembro de 1991, um anos antes do escândalo político que culminou no impeachment de Fernando Collor de Melo. Quando a composição foi escrita, estava em alta ascenção na mídia o êscandalo causado pelo confisco das poupanças dos brasileiros, e é disso que esta música trata. Analise o trecho abaixo:

"Quase acreditei na sua promessa
E o que vejo é fome e destruição
Perdi a minha sela e a minha espada
Perdi o meu castelo e minha princesa. (Aqui a música se refere aos cidadãos que perderam seus bens e economias)

Quase acreditei, quase acreditei

E, por honra, se existir verdade
Existem os tolos e existe o ladrão
E há quem se alimente do que é roubo
Mas vou guardar o meu tesouro
Caso você esteja mentindo.
(Observe bem!)

Olha o sopro do dragão..."

Sob o meu ponto de vista, esta composição é de puro caráter político e contestador, características do Legião Urbana e de tantas outras bandas contemporâneas a esta.

Desabafos alcóolicos disse...

Ops! A internete está me deixando burra!
Errata: Escreve-se "ascensão", e não "ascenção" como eu havia postado.
Hehe!